Rio de Janeiro, 26/03/2019 – Indígenas da Aldeia Maracanã realizaram um ato em frente a Alerj e participaram plenária, na tarde dessa terça-feira (26) em repúdio a invasão da aldeia na última sexta-feira (22) pelos Deputados Estaduais  Rodrigo Amorim (mesmo deputado que quebrou a placa da Marielle) e  Alexandre Knoploch, ambos do PSL, partido de Jair Bolsonaro.  Os indígenas ocupantes do prédio, que fica localizado na Av. Radial Oeste, classificaram o episódio como uma agressão e incitação ao ódio, e contaram que foram agredidos verbalmente e fisicamente, lembrando que não foi a primeira tentativa de intimidação por parte do Deputado Rodrigo Amorim. A  Aldeia foi a ALERJ cobrar providências dos deputados da casa sobre o ocorrido.

Veja mais fotos:

Fotos e reportagem: Bárbara Dias/Fotoguerrilha