Ensaio do nosso fotógrafo Sebá Neto, publicado na primeira edição da Revista Fotoguerrilha.

Iniciativas como estas nos faz refletir que na verdade, não existe uma definição fixa sobre o que é Nordeste e o que é ser nordestino, sendo estas uma construção social.

O escritor Albuquerque Júnior, em seu livro “A invenção do nordeste e outras artes”, amplia o nosso olhar sobre esta realidade, no qual nos apresenta que tais representações são produtos das relações de poder e saber, onde o próprio nordestino é levado a criar uma imagem estereotipada de si mesmo, sendo tal imagem naturalizada por interesses de grupos hegemônicos que se beneficiam com este processo.

19-a-cadeira-e-a-galinha
Neste cenário, o Nordeste, em especial o sertão, é apontado como local seco e hostil, deixando-se de evidenciar que a população sertaneja também, é um povo guerreiro que se sobressai às dificuldades a partir de sua criatividade, ou seja, que mesmo na dura realidade da seca que se perdura por um prolongado período do ano o nordestino, principalmente o sertanejo consegue criar meios para garantir sua subsistência.

O que nos aponta, portanto, para uma questão política, evidenciando ser necessário que os governantes possam trabalhar na perspectiva de não se limitar a projetos assistencialistas apenas, mas sim, de orientar tal população, de maneira a alcançarem uma convivência possível com o semi-árido.

13-sertanejo
Como fazer isto? A educação articulada com as artes visuais, por exemplo, é um caminho promissor ao passo que trabalhos como o de Sebá Neto que por meio de suas fotografias desempenha um papel fundamental neste contexto, ao passo que estas tem como objetivo ampliarem nosso alhar acerca das discussões políticas em torno de evidenciar as dificuldades sofridas pelo sertanejo no seu cotidiano em convívio com a seca, e por consequência um aprofundamento no que concerne ao olhar crítico acerca desta realidade.

_mg_1860
Nesta nova concepção, espera-se que este trabalho venha a corroborar como um meio de ampliamos nosso olhar acerca da realidade do sertão, ao passo que é preciso ir além das aparências superficiais e mostrar também que este é um lugar que com um pouco mais de planejamento, pode vir a torna-se mais fácil de se viver.

Confira mais imagens em nosso Acervo