Começou como um coletivo em meados de 2014, durante as coberturas das manifestações contra a Copa do Mundo e contra o aumento da tarifa em São Paulo. Na época, o coletivo terminou e se converteu em uma revista fotográfica, mas com o passar do tempo surgiu novamente a vontade de voltar com a coletividade só que em um formato mais profissional e abrangente dentro do fotojornalismo e da fotografia autoral, até que em 2016 surge o Coletivo Autônomo Fotoguerrilha, através de uma fusão do Lab Megafonia junto ao coletivo Professores Midiativistas no Rio de Janeiro. Hoje, o coletivo se instaurou como mídia independente e ativista autônoma na cobertura de temas relacionados às lutas sociais e direitos humanos principalmente no Rio de Janeiro, mas com presença em pautas nos Estados de Brasília e São Paulo.


Somos:
Bárbara Dias, Kaue Pallone e Wagner Maia; Mas queremos novos fotoguerrilheiros em nosso coletivo.


Expansão:
Estamos abrindo vagas para novos integrantes do coletivo, porém, temos que nos certificar que a colaboração manterá o mínimo de periodicidade, ou seja, que o fotoguerrilheiro entrará para somar junto nas coberturas fotográficas de atos e colaborando no envio de ensaios autorias e de fotodocumentarismo. Para isso, iremos fazer uma seleção de interessados para primeiramente se tornar colaborador do Fotoguerrilha, essa colaboração se tornando real e não apenas eventual, os colaboradores passam serem membros fixos do coletivo. Ao se tornarem membros fixos, será dada oportunidade de uma página de portfólio no site do Fotoguerrilha, onde o novo integrante poderá expor uma breve biografia e algumas fotos de seus trabalhos.


Se interessou? Então basta se inscrever preenchendo o formulário abaixo:

HTTPS://GOO.GL/FQZF9F